Sucesso no agro: empresário da Granja Faria profere palestra na Unesc

Criciúma (SC)

A Unesc, reconhecida como a maior Universidade Comunitária do Sul de Santa Catarina e uma das mais empreendedoras do estado, reforça o compromisso com o desenvolvimento do agronegócio. Em um evento marcante realizado nesta segunda-feira (13/11), a Instituição recebeu a visita do empresário Ricardo Faria, fundador da Granja Faria, a maior produtora de ovos férteis e comerciais do Brasil.

O encontro teve como objetivo não apenas fortalecer os laços institucionais, mas também fomentar um diálogo enriquecedor com a comunidade sobre empreendedorismo, agronegócios e gestão, explorando a inspiradora trajetória de sucesso do empresário.

Continua após o anúncio
BANNER PORTAL MAIS SUL (1)
Mais Sul - 795 x 205 px
Banner 795x205 - Portal Mais Sul - Coopercocal
COOPERALIANÇA-CAMPANHA-CHATBOT-BANNER-SITE- (3) - 795x205
Fim do anúncio

O ápice da visita foi a palestra proferida no Auditório Ruy Hulse, na Universidade, onde compartilhou sua experiência e insights sobre os desafios e oportunidades do setor agropecuário para uma audiência diversificada, composta por autoridades, empresários, professores e estudantes.

A atividade fez parte do 1º Desenvolve Agro da Unesc.

Antes da palestra, a reitora Luciane Bisognin Ceretta anunciou entusiasticamente o início da construção do Centro de Inovação para o Agronegócio, que levará o nome do empresário. A iniciativa visa estabelecer um ambiente propício para conectar grandes empresas, startups, produtores, investidores e a academia no ecossistema de inovação e empreendedorismo do agronegócio.

A reitora destacou a importância do espaço, afirmando que o Centro de Inovação para o Agronegócio Ricardo Faria focará em áreas cruciais, como a biotecnologia, a tecnologia da informação e a educação para o agronegócio. Ela ressaltou que as atividades estarão voltadas para o desenvolvimento de soluções tecnológicas que contribuam para um agronegócio mais inclusivo, competitivo e sustentável na região sul de Santa Catarina.

“Devemos reconhecer e apoiar as iniciativas locais que contribuem positivamente para o desenvolvimento da nossa região, fortalecendo não apenas o local, mas também o estado e o país como um todo. Ter o seu nome associado a esse espaço essencial e contar com a sua aceitação é uma contribuição significativa para o progresso e crescimento da nossa região”, comentou a reitora Luciane Bisognin Ceretta.

O principal objetivo do Centro, segundo ela, é promover conexões entre grandes empresas, startups, produtores, investidores, academia, entre outros atores do ecossistema de inovação e empreendedorismo do Agro.

O convidado parabenizou a Unesc pela criação de um ambiente empreendedor, na qual, conforme ele, a Universidade procura manter-se alinhada com a realidade do mercado brasileiro.

Ele ressaltou que não se pode ignorar o papel fundamental do agronegócio, que representa 27% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. “Ao buscar soluções tecnológicas para esse setor vital da economia, a Unesc desempenha um papel de vanguarda na academia brasileira. É uma honra receber esse convite, e estou ansioso para contribuir de maneira significativa. Mais do que uma parceria, considerando meu papel no agronegócio, pretendo orientar este corpo docente altamente qualificado, compartilhando as tendências e as últimas novidades, para que possam direcionar soluções de forma eficaz”, comentou Faria.

O espaço, contará inicialmente com uma área de aproximadamente 1,4 mil metros quadrados e comportará espaço para coworking, laboratórios de ensino e pesquisa, salas de startups, reuniões e eventos.

Segundo a reitora, o Observatório de Desenvolvimento Socioeconômico e de Inovação será o agente que vai disponibilizar informações que orientem a sociedade, empresários, tomadores de decisão, gestão pública, instituições de ensino, órgãos e organizações de classe, relacionadas aos principais dados existentes nas regiões da Amrec, Amesc e Amurel relacionados ao agronegócio e afins.

“O intuito é também promover o desenvolvimento econômico, social, ambiental e do ecossistema de inovação. Nosso hub de Inovação, o Unesc Connect, apoiará no desenvolvimento de técnicas de gestão, comercialização e incorporação de novas tecnologias para ampliar a eficiência sustentável das cadeias produtivas do agronegócio, por meio do networking, troca de experiências e inovação aberta”, disse a reitora.

Momento ímpar

Segundo Luciane, ao longo dos seus 55 anos, a Universidade cresceu e se consolidou, mantendo um diálogo constante com as teorias e concepções da educação. “Estamos empenhados em conectar a academia ao mundo dos negócios, em todas as áreas. Contamos com expoentes e empreendedores que possuem grande expertise para compartilhar conosco e apoiar esse desejo latente da nossa Instituição de posicionar todos os nossos graduados efetivamente no cenário profissional”, comentou.

“O momento de hoje é ímpar, e estamos muito felizes com essas oportunidades de diálogo. Agradecemos a todos no meio empresarial que nos deram a honra de atender ao nosso convite. Nossa Universidade necessita muito estar ao lado de vocês, o que confere um significado especial a essa parceria”, complementou a reitora.

Visita

O empresário esteve ainda no Talent Lab, localizado no Parque Científico e Tecnológico (Iparque), e foi recebido por professores pesquisadores e gestores do Parque. A visita incluiu a exploração de diversas instalações e programas da Unesc, com destaque também para o Unesc Labs, laboratórios universitários em parceria com empresas. Esses projetos visam aprimorar as habilidades dos acadêmicos, preparando-os para os desafios do mundo do trabalho.

Empresas, como a Procer – Agrointeligência em Pós-Colheita-, já estão colhendo os frutos dessa colaboração. A empresa, voltada ao agronegócio, instalou seu laboratório na Unesc, proporcionando aos estudantes de tecnologia a experiência prática do desenvolvimento de softwares voltados ao setor.

Além disso, Faria conheceu o Unesc Solutions, vinculado ao Unesc Connect, braço criado para a busca de soluções tecnológicas; o Núcleo de Empreendedorismo com ações voltadas aos acadêmicos por meio do Unesc Challenge que visa estimular o empreendedorismo e a inovação; entre tantos outros setores que dialogam com o setor produtivo.

Para a gerente de Inovação e Empreendedorismo da Unesc, Elenice Engel, este é um daqueles dias que ficarão marcados na história da Universidade. “Recebê-lo neste dia é motivo de grande alegria para nós. A Unesc incorpora a inovação de forma transversal aos seus três pilares fundamentais: Ensino, Pesquisa e Extensão. Ter a oportunidade de trazer Ricardo Faria para compartilhar sua trajetória como empreendedor e gestor fortalece ainda mais nossa postura inovadora. Atualmente, contamos com um ecossistema de inovação robusto, mas estamos continuamente avançando”, comentou.

“Foi uma visita muito produtiva. Da mesma forma em que poderemos auxiliá-lo nas necessidades e desafios, ele também poderá contribuir com todo o seu conhecimento para o desenvolvimento de novas soluções”, destacou o diretor do Iparque, Renato Bastos.

O evento foi promovido pela empresa NewFarm Agro Intelligence em parceria com a Universidade por meio do programa Unesc Connect. O empresário ainda recebeu uma placa em que enaltece sua visão empresarial, espírito inovador e capacidade de liderança.

Sobre o empresário

Engenheiro agrônomo por formação. Fundador da Granja Faria, uma das maiores empresas avícolas do país, criada em 2006 na cidade de Mutum, no Mato Grosso. Iniciou com o objetivo de produzir apenas ovos férteis, sendo hoje uma das maiores empresas avícolas da América Latina.

A Granja Faria é a maior produtora de ovos férteis e comerciais do Brasil, possuindo um marketshare que gira em torno de 10% do mercado de produção de ovos no Brasil, com a compra da KATAYAMA. É também líder no segmento de galinhas criadas soltas, com 1 milhão de aves no modelo free range-galinhas caipiras, da marca Ares do Campo.

Além da Granja Faria, o empresário é dono da INSOLO, quinto maior produtor de grãos do Brasil.

Também da Fertifar, com 100 mil toneladas de adubo orgânico por ano. E do EGGY, fast food de produtos à base de ovos.

Prestigiado

“Uma pessoa querida e humilde, e posso assegurar a todos que ele permanece a mesma pessoa desde que deixou a cidade. Estamos aqui para aprender um pouco mais com ele” – Arleu da Silveira – secretário de Governo.

“Estamos extremamente felizes por participar de um evento desta magnitude. Ele projeta a nossa cidade para todos os cantos” – Julio kaminski, representando o Poder Legislativo.

Leia também