Vigilância epidemiológica de Nova Veneza orienta população sobre cuidados com a dengue

Nova Veneza (SC)

Os dias quentes do verão trazem, novamente, os riscos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, que transmite a dengue. E nos últimos meses, a Vigilância Epidemiológica de Nova Veneza já encontrou dois focos da larva do inseto transmissor da doença nos bairros Bortoluzzi e no distrito de Caravaggio.

Desta forma, a Secretaria de Saúde e a Defesa Civil do município ressaltam a necessidade dos moradores redobrar a atenção em relação a lotes vazios que estão com acúmulos de lixo e sucata, vasos de flores que acumulam água. Cuidado também com os potes de água dos pets, que devem ser trocados duas vezes ao dia. “A orientação é que sejam eliminados estes pontos de acúmulo de água para que não tenha local propício para o mosquito deixar seus ovos”, destaca o coordenador da vigilância, Abel de Araújo.

Continua após o anúncio
BANNER PORTAL MAIS SUL (1)
Mais Sul - 795 x 205 px
Coopercocal-795x205
COOPERALIANÇA-CAMPANHA-CHATBOT-BANNER-SITE- (3) - 795x205
Fim do anúncio

A dengue possui padrão sazonal, com aumento do número de casos e o risco para epidemias, principalmente entre os meses de outubro de um ano a maio do ano seguinte.

Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis à doença, porém as pessoas mais velhas e aquelas que possuem doenças crônicas, como diabetes e hipertensão arterial, têm maior risco de evoluir para casos graves e outras complicações que podem levar à morte.


Quer ficar bem informado? Clique aqui e participe do nosso grupo do WhatsApp.


 

Leia também