Operação do Gaeco cumpre mandados de busca em centro de reabilitação psicossocial em Içara

Içara (SC)

Na manhã desta quarta-feira (17), Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), em apoio à 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Içara/SC, deflagrou uma operação para o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Içara.

A investigação instaurada na 3ª Promotoria de Justiça busca apurar a ocorrência dos crimes de lesão corporal, cárcere privado, tortura e outros praticados por administradores e seguranças em um Centro de Reabilitação Psicossocial no município de Içara. O GAECO é uma força-tarefa composta, em Santa Catarina, pelo Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal, Receita Estadual e Corpo de Bombeiros Militar, e tem como finalidade a identificação, prevenção e repressão às organizações criminosas.     

Continua após o anúncio
BANNER PORTAL MAIS SUL (1)
Mais Sul - 795 x 205 px
Banner 795x205 - Portal Mais Sul - Coopercocal
NovaCamara_BannerWeb
COOPERALIANÇA-CAMPANHA-CHATBOT-BANNER-SITE- (3) - 795x205
Fim do anúncio

Além das instituições que compõem a força-tarefa, integrantes da Polícia Científica do Estado de Santa Catarina prestam apoio às diligências. A investigação prossegue em sigilo e, assim que houver a publicidade dos autos, novas informações poderão ser divulgadas.

Prefeitura divulga nota

Após a operação, a Prefeitura de Içara emitiu nota oficial em que afirma que nenhum órgão ou setor da administração pública é ou foi alvo da operação. “A respeito da informação veiculada nos meios de comunicação na manhã desta quarta-feira, dia 17, acerca de uma operação do Gaeco em “centro de reabilitação psicossocial em Içara”, vale esclarecer que se trata de instituição privada, sem relação com o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) do município de Içara ou qualquer outro órgão público municipal”, destaca o comunicado.

Leia também