Após audiência pública, abaixo assinado solicita maior efetivo policial, em Criciúma

Criciúma (SC)

Os furtos, tentativas de assalto, segurança da população criciumense, a importância do Boletim de Ocorrência e a criação de um abaixo-assinado para aumento efetivo da Polícia Militar e Civil foram alguns dos encaminhamentos dados após uma Audiência Pública, de autoria do vereador Nícola Martins, promovida pelo Legislativo de Criciúma na noite desta quinta-feira (9). Participaram autoridades policiais, Defesa Civil, representantes de bairros e empresários.

Na oportunidade, os empresários apresentaram a série de assaltos realizados em bairros do municípios, onde empresas foram assaltadas três vezes em um único fim de semana. “Foi possível conversar com os bairros e entender quais são as principais ocorrências registradas e mesmo sabendo que a gestão da polícia não é de responsabilidade do município, é nossa função levar a demanda para o Governo”, declarou o vereador proponente. 

Conforme os números apresentados, o 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM) registrou uma queda nos homicídios registrados no primeiro semestre do ano. “Trouxemos dados de operações, prisões e principalmente os crimes de furto. A Polícia Militar realiza uma prisão por dia de autores de crimes contra o patrimônio. Além disso, tivemos a redução de homicídios registrados no primeiro semestre”, enfatizou o comandante do Batalhão, tenente-coronel PM Sandi Murís de Medeiros Sartor. 

“É dever do Estado a segurança da população mas é responsabilidade de todos a busca por uma segurança pública cada vez melhor”, completou o comandante.

Como resultado da Audiência Pública, segundo o parlamentar, foi definido que toda população pode participar do abaixo-assinado (http://bit.do/segurancacriciuma) criado com intuito de solicitar ao Governo o aumento de policiais militares e civis para Criciúma. Além disso, será criada uma campanha de conscientização, junto com as instituições, levando a população a importância do registro de ocorrência. 

Por fim, a Comissão de Constituição e Justiça do Legislativo de Criciúma fará uma visita à Secretaria de Segurança Pública do Estado onde serão apresentados os dados apresentados e será solicitada uma efetiva ação das câmeras de vigilância do município.

Leia também