Previsão do tempo para SC: outono com menos chuvas e temperaturas acima da média

Florianópolis (SC)

Durante o trimestre compreendido entre abril e junho, que marca a transição do outono para o inverno em Santa Catarina, observa-se uma tendência de diminuição das chuvas em boa parte do estado em comparação aos meses anteriores. Em abril, são esperados volumes entre 125 mm e 150 mm na porção Oeste, enquanto nas demais regiões os valores tendem a ficar próximos ou abaixo de 100 mm.

À medida que maio se aproxima, com a iminência do inverno, as frentes frias se tornam mais frequentes, resultando em um ligeiro aumento nos volumes de chuva no Grande Oeste, Planalto Sul e Litoral Sul, variando entre 125 mm e 200 mm. Entretanto, nas demais áreas do estado, as precipitações permanecem próximas a 100 mm.

Continua após o anúncio
BANNER PORTAL MAIS SUL (1)
Mais Sul - 795 x 205 px
Banner 795x205 - Portal Mais Sul - Coopercocal
COOPERALIANÇA-CAMPANHA-CHATBOT-BANNER-SITE- (3) - 795x205
Fim do anúncio

Já em junho, embora a maior parte de Santa Catarina não sofra alterações significativas, os acumulados de precipitação tendem a diminuir novamente nas áreas litorâneas, da Grande Florianópolis ao Litoral Sul, com valores próximos ou abaixo de 100 mm.

Quanto às temperaturas, nos meses de abril e maio, estas ainda seguem o padrão outonal, com grandes amplitudes térmicas. No entanto, em junho, a entrada de massas de ar frio se torna mais frequente, mantendo as temperaturas em limiares mais baixos e marcando o início do inverno.

Próximo trimestre

Para o próximo trimestre, espera-se que o fenômeno El Niño caminhe para a neutralidade. Apesar disso, a atmosfera pode demorar a responder ao enfraquecimento do fenômeno, o que ainda pode resultar em chuvas dentro ou acima da média, especialmente nas áreas litorâneas nos meses de abril e maio. No decorrer do inverno, entre junho, julho e agosto, há uma tendência de caracterização do fenômeno La Niña.

Quanto às temperaturas, prevê-se que sejam mais quentes do que a média para a estação. Apesar da possibilidade de avanço de massas de ar frio, estas não devem ser duradouras, havendo a chance de dias consecutivos mais quentes, conhecidos como veranicos. É importante destacar que, embora as temperaturas estejam acima da média, ainda devem permanecer abaixo das registradas no verão.

Recomendações da Defesa Civil

  • Alagamentos e enxurradas: Evitar contato com as águas e não dirigir em locais alagados, além de cuidado redobrado com crianças próximas a rios ou ribeirões.
  • Temporais: Buscar abrigo seguro, longe de árvores ou objetos que possam ser arremessados, especialmente na praia.
  • Deslizamentos: Estar atento a rachaduras em encostas e paredes, inclinação de postes e observar se há água vertendo do solo.
  • Dias quentes: Manter-se hidratado, manter ambientes com temperaturas agradáveis, reduzir exposição direta ao sol e evitar atividades físicas intensas nos horários mais quentes. A Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina recomenda o acompanhamento diário dos avisos e boletins de previsão do tempo devido às possíveis atualizações nos modelos meteorológicos.

Quer ficar bem informado? Clique aqui e participe do nosso grupo do WhatsApp.


 

Leia também